4.11.05

Buraco negro no meio da Via Láctea Um grupo de cientistas chineses conseguiu observar, através de avançados radiotelescópios, o que parece ser um «enorme buraco negro» no meio da Via Láctea, informa esta quinta-feira a revista britânica Nature. ( 14:45 / 03 de Novembro 05 ) Até agora os astrónomos sabiam da existência de um objecto de grandes dimensões na nossa galáxia, mas desconheciam se era um buraco negro ou uma massa de resíduos estelares. Mediante dez radiotelescópios localizados em vários locais dos Estados Unidos, cientistas do Observatório Astronómico de Xangai obtiveram imagens que indicam que o objecto conhecido como Sagitário A (Sgr A) «é um buraco negro massivo», isto é, uma região espacial com tal força de gravidade que nem sequer a luz lhe escapa. Através da observação das suas emissões radiais conseguiram medi-lo com relativa precisão, tendo concluído que «é tão grande como a órbita da Terra no seu trânsito em volta do Sol», uma dimensão mesmo assim muito inferior à estimada anteriormente. No entanto, tem uma massa equivalente à de quatro milhões de sois, segundo disse à revista o astrónomo Zhi-Qiang Shen. Os cientistas usaram na sua exploração a técnica conhecida por VLBI ("Very Long Baseline Inteferometry"), que consiste em utilizar vários radiotelescópios para formar uma antena gigante capaz de captar ondas de rádio.

2 comentários:

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Diego disse...

Cara, isso é impressionante. POde sugar nossa galáxia inteira.